quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Tivessem estudado mais o léxico!

A maioria dos filmes de terror que já vi, apresenta sempre um certo nível de qualidade ao qual já me habituei. É aquela a que os especialistas da 7ª Arte chamam "Qualidade Péssima".

A grande maioria dos filmes que se enquadra nesta categoria, começa, ou com uma mamuda a despir-se (como já num post anterior fiz referência), ou com um membro do grupo, que normalmente se assemelha bastante a uma fuinha, a dizer "mete por ali, eu conheço um atalho".

Posso começar já por aí. Se vamos numa estrada iluminada e a razoável velocidade, porquê (oh, porquê?!), atalhar por um caminho em terra, pelo meio da mata, e com menos luz do que o meu intestino grosso? Estupidez pura. Mas quem é mais estúpido, é quem vai a conduzir e acata o conselho.
Adiante. Neste ponto, estão então no dito atalho. Têm um acidente, e então aparece a "ajuda": um sujeito que eventualmente vai esventra-los a todos e alimentar as suas vitelas alienígenas de estimação com os bocados. Sim, eu já vi filmes assim tão maus. E sim, as vacas eram as assassinas. Aliás, os fetos das vacas, assim é que está correcto. O grupo a quem isto acontece, é sempre igual, e morre sempre na mesma ordem:
- Casal mamuda loira e capitão da equipa de futebol, que é um bronco. São namorados. Ambos, antes do atalho, já protagonizaram pelo menos uma cena de sexo com nudez de peito da loira e sexo oral. O bronco é o condutor do carro, e a razão pela qual toma o atalho é porque não pode perder mais tempo sem estar a fornicar a mamuda. Quase parece que o prazo de validade do silicone vai expirar dali a umas horas. São os primeiros a morrer. Normalmente, a morte da loira implica pelo menos mais uma cena de nudez de mamas e talvez uma cuequinha à vista. O bronco revela-se um autêntico coninhas-de-sabonete. Chora e geme como uma menina enquanto é morto com piladas violentas na cabeça, e nada faz para se salvar.
- Palhaço de serviço. É aquele idiota que vai na viagem sempre a fumar estupefacientes, a consumir álcool e a fazer piadas sobre tudo e mais alguma coisa. É o que sugere o atalho, o cabeça-de-iogurte. Ninguém parece gostar lá muito dele e com o desenrolar do filme, eventualmente fartam-se tanto de o aturar que o herói/heroína do filme lhe dá um tabefe nos dentes para o calar. Porque a besta, apesar de estarem a morrer pessoas, ainda faz piadas sobre isso e diz "isto é uma partida, vai tudo correr bem...". Não vai. Mas ele não vai chegar a saber, porque vai bater as botas a seguir ao casal. Tem uma morte muito dolorosa. Do género de lhe espetarem uma serra eléctrica no cu. E acho bem. Já estava na hora de alguém lhe mostrar que a vida não é só palhaçada e fumar erva até ver elefantes cor-de-rosa. A forma como ele morre, contrasta completamente com a personagem. Finalmente alguém lhe mostra algo que não tem piada.
- Herói ou heroína. São normalmente acompanhados ou pelo namorada(o) ou melhor amigo(a). É aquele gajo (só vou dar o exemplo masculino, senão dá muito trabalho) que não bebe nem se droga. O capitão da equipa de futebol (que é um bronco), goza um bocado com ele, apesar de não saber que ele é muito corajoso e até se levanta todos os dias às 5h da matina para ordenhar as vacas (da quinta do pai). Ou então tem muitos problemas em casa, mas mesmo assim é um tipo às direitas. Este é o personagem que vai sobreviver. A namorada ou o melhor amigo dele, a dada altura no filme, vai dar a vida (dramaticamente), por uma razão ridícula. Isto porque no entender dele(a), vai altruísticamente salvar o herói dessa forma. Algo deste género: "Não, não! Vai para ali, eu chamo a atenção dele! Quando ele me estiver a comer as tripas, dá-lhe com esta tablete de chocolate na cabeça! Só assim ele morre! Não, não discutas! Não, não existe outra solução!".
Não, não me fodam. Existem sempre 54648641 maneiras de matar UMA pessoa. Mas pronto. O herói ensanguentado sobrevive para ordenhar por mais um dia.

Porque tomar o atalho? Não se detêm sequer sobre a palavra. A-talho. Que é exactamente onde eles vão acabar. Num talho, a serem talhados. Até em inglês, shortcut. Tradução literal e "desmontando" o termo, pequeno corte (short-cut). Palavra composta por aglutinação. Assim como eles vão acabar: aglutinados por fetos de vaca aliens amestrados.

Querem melhor aviso do que este?

13 comentários:

L!NGU@$ disse...

Gostei das associações das palavras. Das decomposições, vá. Já tentaste isso para o francês, para o mandarim e até para o polaco? Pensa nisso.

Nogs disse...

Que teoria genial. E a verdade é que funcionaria bem na prática:P

BeijO

PS: Detesto filmes de terror ou pseudo-terror blá,blá,blá...

Anjo De Cor disse...

Detesto filmes de terror e concordo ctg, parece que há pouca imaginação na composição do argumento... se calhar é assim mesmo ;)
Bjs**

Salto-Alto disse...

Horror é tu obrigar-nos a ver esses filmes contigo! Isso sim é o terror!
Nunca mais escolhes filmes,ok? ;)

(parabéns, a sério. Muito bom ;))

Alguém disse...

Caramba... Vou passar a pensar duas (ou umas vinte) vezes antes de optar por uma atalho! Não gosto muito da ideia de ser aglutinada por fetos de vaca aliens amestrados, talhada ou esventrada ou qualquer coisa assim... Se bem que, a meu ver, iria era acabar ensanguentada (sem ter de ordenhar por mais um dia ihih) - tenho a mania!

Obrigadíssimo pelo aviso! ;-)

DANTE disse...

Que seria de um filme de terror sem essas personagens caricatas. Não seria pois! ;D

Um abraço

Aralis disse...

LOLOL
Adorei!!! É que já há imenso tempo que ando a dizer isso ás pessoas minhas amigas!
Ás tantas já nem dá pica ver nada.
E eu que adoro ver filmes...
Benditos filmes a gozar com isso.. Amiguinhos Wayans Brothers, "Scary movie" e assim por diante.
Excelente post, jokas

Ninja! disse...

L!NGU@$, obrigado! E apesar da tua proposta ser interessante, o meu tempo livre é finito. Não me permite andar a espiolhar o mandarim para descobrir como se diz atalho.

Nogs, muito obrigado pelo comentário. Volta sempre! =)

Anjo De Cor, aposto que se no próximo que vires as personagens forem semelhantes vais sentir uma vontade enorme de me estrangular, pois estraguei-te o filme. ;)
Obrigado, volta sempre!

Salto-Alto, bom bom, é verdade que já vos impinji maus filmes. Mas os que eu escolho, concordarás decerto, são legendários. TODA a gente que os vê ainda fala deles.
Beijo!

Alguém, manda sempre! :P
Beijo!

DANTE, bem observado... Seria apenas um filme muito mau acho eu! :P
Abraço!

Aralis, concordo completamente contigo, a propósito das sátiras a filmes deste género. Por vezes, e falo por mim, até só reparo em certas idiotices quando vejo esses filmes!
Muito obrigado pelo comentário!

Sherlock and Watson disse...

Parabéns, Ninja. Sinceros e merecidos. Este poste está de uma imaginação e de um humor fantásticos. Ainda por cima é bastante verídico.

Abraço.

sonhos/pesadelos disse...

a parte que mais gostei foi da morte ao sabor da tablete de chocolate!!!
esqueceste-te da parte em que há sempre um suspeito entre eles...
tipo a mamalhuda que desaparece mas reaparece desfigurada e com uma faca ferrugenta na mão...lol lol lol
o post está demais!!!
bjs endiabrados

Ninja! disse...

Sherlock and Watson, hehe, obrigado! Sempre muito bem-vindos esses comentários, a puxar o lustro ao ego. =)

sonhos/pesadelos, realmente, também acontece isso, muito bem observado. =) Ainda bem que gostaste, e muito obrigado pela visita! =)

XS disse...

Promete-me que vais postar sobre os musicais...please!
Muitíssimo bom.

Anónimo disse...

Good post and this mail helped me alot in my college assignement. Thank you seeking your information.